Economia

Lançado simulador para análise da dedução fixa por filho

Lançado simulador para análise da dedução fixa por filho

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN) lançou, esta quinta-feira, um simulador através do qual as famílias podem verificar o impacto no seu rendimento da dedução fixa por filho de 600 euros, em sede de IRS.

"Esperando contribuir para a clarificação do debate em torno das deduções por filho", a associação considera, no simulador, as medidas recentemente tomadas com impacto fiscal para as famílias, nomeadamente a remoção do coeficiente familiar e introdução da dedução por dependente, devolução da sobretaxa e atualização de escalões.

Em comunicado, a associação afirma que, "apesar das recentes declarações governamentais, manifestando a intenção de aumentar a dedução fixa para 600 euros por filho, um casal com um filho e rendimento líquido a partir de 700 euros, já fica a perder no novo enquadramento fiscal".

A associação considera que o novo enquadramento fiscal beneficia quem não tem filhos, reiterando que "um tratamento mais justo será sempre o aperfeiçoamento do coeficiente familiar criado em 2015 ou, em alternativa, uma dedução universal e igual por filho, a considerar para efeitos da taxa a aplicar".

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado