PSP

Ministro Miguel Macedo elogia "serenidade" e "firmeza" da PSP

Ministro Miguel Macedo elogia "serenidade" e "firmeza" da PSP

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, criticou o "comportamento de meia dúzia de profissionais da desordem" nos distúrbios ocorridos junto ao Parlamento e elogiou a "serenidade" e a "firmeza" dos agentes da PSP.

Numa declaração à Imprensa, cerca das 20.30 horas, o ministro da Administração Interna começou por frisar que os distúrbios ocorridos em frente à Assembleia da República em nada estiveram relacionados com a manifestação da CGTP que ali terminou, vinda do Rossio, por ocasião da greve geral.

O governante atribuiu a responsabilidade pelos distúrbios ao "comportamento de meia dúzia de profissionais da desordem e da provocação" e elogiou firmeza da atuação das forças de segurança, em particular a PSP, "pelo profissionalismo, pela serenidade e pela firmeza quando foi inevitável intervir".

A polícia iniciou, cerca das 18:20 horas, uma carga contra os manifestantes que se encontravam junto à Assembleia da República, utilizando bastões e cães para afastar as pessoas da escadaria.

Os elementos do corpo de intervenção da PSP, depois de ter avisado por megafone os manifestantes para dispersarem, desceram as escadas e avançaram com bastões para os manifestantes que atiravam pedras da calçada contra as forças policiais desde as 17.00 horas. Em resultado dos confrontos houve várias detenções e vários feridos.

Mais tarde, depois das 19.00 horas, o corpo de intervenção da PSP fez mesmo vários disparos no final da avenida D. Carlos I, em Lisboa, para dispersar os manifestantes que aí se tinham concentrado depois de terem sido afastados do largo junto ao parlamento.

Relacionadas

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM