Economia

Pacheco Pereira critica "tecnocratas pedantes que detestam a democracia"

Pacheco Pereira critica "tecnocratas pedantes que detestam a democracia"

O historiador e antigo dirigente do PSD Pacheco Pereira lançou na quinta-feira farpas aos "tecnocratas pedantes que detestam a democracia", elogiando a tenacidade do povo grego pela forma como tem lidado com a atual crise.

Os gregos, considerou, preferem "dignidade e patriotismo" a "andar de cabeça baixa, a abanar a alma aos poderosos".

"Não sei se isto é de direita ou esquerda. Sei que isto é certamente ser um bom grego. E esse é o exemplo que queremos para nós", vincou ainda Pacheco Pereira, que falava, em Lisboa, num debate centrado na crise europeia e na atual situação na Grécia, encontro tido poucos dias antes de um referendo no país sobre a aceitação, ou não, das propostas dos credores internacionais.

O antigo dirigente do PSD Não diz não querer saber "se o governo grego está a fazer tudo bem ou não", mas o destino de Atenas "não é indiferente" a Portugal.

Os gregos "podem falhar, mas resistiram", advogou o historiador e ex-líder parlamentar do PSD.

Marisa Matias (eurodeputada do BE), Manuel Alegre (antigo candidato presidencial), Francisco Louçã (antigo líder bloquista) e Hélia Correia (recente vencedora do Prémio Camões) são alguns dos outros oradores no encontro desta noite que decorre no Fórum Lisboa.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado