Grécia

Schulz avisa que vitória do "não" obriga a nova moeda

Schulz avisa que vitória do "não" obriga a nova moeda

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, alertou, este domingo, que, "em caso de vitória do 'não' no referendo, os gregos terão que introduzir uma nova moeda" no país.

"Se a Grécia continua no Euro após o referendo? Claro que sim, mas em caso de vitória do 'não' no referendo, os gregos terão que introduzir uma nova moeda, porque o euro já não estará disponível como meio de pagamento. E como pretendem pagar as pensões ou os salários?", declarou o social-democrata alemão à rádio pública "Deutschlandfunk".

Recorde-se que Martin Schulz disse, no sábado, que está a ser avaliada a possibilidade de créditos de emergência para a Grécia para evitar uma crise humanitária.

"Vamos ver-nos obrigados a conceder créditos de emergência à Grécia como medida de transição, para que os serviços públicos possam continuar a funcionar e as pessoas necessitadas recebam dinheiro. Para isso haveria dinheiro a curto prazo em Bruxelas", disse numa entrevista ao jornal "Welt am Sonntag".

Segundo Schulz, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, conduziu o país a um beco sem saída, "mas as pessoas não têm culpa disso". "Vamos ajudá-los. Não vamos deixar os gregos na miséria", disse.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM