O Jogo ao Vivo

Conteúdo Patrocinado

De volta para esse aconchego

De volta para esse aconchego

De mansinho, sem darmos conta. É aos poucos que ele se faz anunciar, como uma miragem que durante três meses preferimos ignorar.

Saímos do trabalho e está a anoitecer - o tempo está mais fresco e na rua sentimos o aroma da castanha assada. Começamos a sonhar com um bom copo de vinho moscatel à lareira, capaz de nos aquecer por fora e por dentro. Afinal, o inverno está ao virar da esquina, e com o seu aproximar vamos deixando as bebidas frias e a preferir as quentes, de sabores fortes e encorpados.

De facto, os vinhos fortificados parecem ter sido pensados para esta altura, em que começamos a precisar de um bom aconchego. Vivendo num país de clima mediterrânico, em o tempo quente se confunde com o frio, um copo de vinho da Madeira ou do Porto sabe tão bem num sunset na esplanada da praia com amigos, como sozinho no sofá a ver televisão, enquanto chove lá fora. É afinal o que basta para um fim de semana perfeito e retemperador.

A bem conhecida marca de vinhos Contemporal, dos hipermercados Continente, tem uma gama especial de vinhos fortificados, perfeitos para as tardes de preguiça em casa ou de convívio no terraço (com uma mantinha pelas pernas): Moscatel do Douro ou Moscatel Roxo de Setúbal, vinho do Porto 10 ou 20 anos ou Tawny, existem vinhos doces para todos os gostos e preferências. O Moscatel do Douro Contemporal, por exemplo, é um vinho fresco e intenso, leve e aromático, de cor amarelo dourado, com notas florais e que oferece um final de boca cítrico e mentolado, tornando-se ideal para acompanhar sobremesas e fechar com chave de ouro uma maratona de séries ou uma noite de outono num miradouro com os amigos.

De facto, se por um lado nestes dias ainda sabe bem beber um copo de vinho do Porto lá fora, por outro começa a arrefecer, e já nos apetece recolher e refletir sobre o ano que termina. Qualquer que seja o cenário, para melhor desfrutar desses momentos sabe bem um bom vinho doce. Não faltam assim razões para ter sempre na garrafeira de casa um exemplar de vinho do Porto 10 anos Contemporal, seja para desfrutar sozinho ou acompanhado...

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado