Tecnologia

DECO lança aplicação para medir velocidade da Internet

DECO lança aplicação para medir velocidade da Internet

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor - DECO lançou uma aplicação para telemóvel, a QualRede, que permite medir a velocidade e cobertura de Internet das três operadoras telecomunicações em Portugal.

Com esta aplicação, que até ao momento apenas está disponível nos sistemas operativos Android e iOS, pretende-se "criar uma base de dados" que permita conhecer a "qualidade das redes móveis em Portugal", explicou à Lusa João Miguens, técnico da DECO PROTESTE.

A QualRede é "uma aplicação colaborativa" e "quanto mais testes tivermos mais eficazes" serão os resultados, adiantou, referindo que os dados vão ser apresentados em forma de mapa de Portugal.

Esta aplicação vai permitir distinguir o desempenho da Internet por tecnologia e cobertura.

"O mapa não está colorido na totalidade e só poderá estar com a informação dos testes dos utilizadores", mas a DECO espera que os portugueses adiram ao projeto.

"Temos um projeto a três anos que nos vai dar informação sobre a velocidade da Internet móvel em cada uma das redes [Meo, NOS e Vodafone] e da cobertura", acrescentou.

Atualmente, "já existe um conjunto de informação" sobre a velocidade e cobertura, nomeadamente nas áreas da Grande Lisboa e Porto, mas o objetivo é "pintar o mapa de Portugal", sendo que para isso "contamos com a participação dos utilizadores", acrescentou João Miguens.

A informação vai ser divulgada trimestralmente.

No entanto, os utilizadores podem consultar os dados através do 'site' da DECO PROTESTE.

Numa primeira fase, apenas os telemóveis com sistema operativo Android e iOS podem descarregar a aplicação, ficando de fora os que têm Windows ou BlackBerry.

A aplicação, que é gratuita e garante o anonimato, permite simular a experiência real do utilizador através de um cenário com várias análises: além dos habituais testes de 'download' e 'upload' e latência, inclui testes de qualidade à navegação na Internet e ao 'streaming' do YouTube.

No ano passado, a DECO registou mais de 50 mil reclamações no setor das comunicações, sendo que muitas delas diziam respeito à qualidade da rede.

Conteúdo Patrocinado