Justiça

Casal furtou vinho em restaurante durante dois anos

Casal furtou vinho em restaurante durante dois anos

Durante dois anos, um casal furtou dezenas de garrafas de vinho no restaurante Pacífico, em Gondizalves, Braga. Mas no domingo, a GNR deitou-lhes a mão, em flagrante delito, quando se preparavam para furtar mais duas garrafas de "tinto do bom", diz o proprietário.

"Só neste mês, foram 20 garrafas. Julgo que terão levado três a quatro mil euros em garrafas", garantiu, ao JN, Daniel Silva.

A dupla - ele do Porto, de 63 anos, ela cabeleireira, em Braga, de 70 anos, ambos bem vestidos - ia jantar ao fim de semana, ao Pacífico. Pediam entradas, meia dose, vinho branco à pressão e um "shot" de uísque". Mas furtavam garrafas de vinho - às vezes sete de uma vez - avaliadas entre sete a 40 euros, cada.

Distraíam empregada

Daniel Silva desconfiou, pois as compras de vinho eram superiores às vendas. Analisaram as imagens de videovigilância e detetaram os "desvios". Viram que mulher ficava de vigia junto ao balcão a distrair a empregada; ele pegava numa garrafa da garrafeira, metia-a no casaco, ia pô-la ao carro e regressava para levar mais.

No sábado, e depois de alertados, dois militares do posto da GNR de Braga foram, à paisana, jantar ao "Pacífico", próximo da garrafeira. O casal apareceu mas nada furtou já que a sala estava cheia de clientes. Mas no dia seguinte, anteontem, a GNR voltou e, pelas 21 horas, apanhou o casal a furtar duas garrafas. No fim de semana anterior, levaram 13 garrafas. A GNR recuperou ainda 20 garrafas em casa do suspeito.

O casal foi constituído arguido e libertado com termo de identidade e residência.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado