Polícia Judiciária

Susto em Alverca com explosão de carro que matou condutor

Susto em Alverca com explosão de carro que matou condutor

A Polícia Judiciária está a investigar a morte de um homem na sequência de uma explosão, seguida de incêndio, de uma viatura, em Alverca, esta sexta-feira de manhã.

Fonte da PSP confirmou ao JN que não houve despiste da viatura em causa, uma carrinha que transportava pneus, e que causou a morte do condutor.

A explicação da PSP esclarece a primeira versão avançada pelo Comando Distrital de Operações e Socorro de Lisboa, que dava conta de um despiste de uma viatura seguido de incêndio.

Cerca das 12 horas, o corpo da vítima estava ainda na viatura, enquanto decorrem no local as perícias da Polícia Judiciária.

Fonte da PJ confirmou ao JN que está a investigar as causas do incêndio na viatura, mas escusou-se a revelar mais pormenores, como a identidade ou nacionalidade da vítima.

Segundo testemunhos recolhidos pelo Jornal de Notícias no local, a carrinha estava parada em frente ao prédio, com os quatro piscas ligados, quando explodiu. "Foi um estrondo enorme", sentido a vários metros de distância, dizem as testemunhas, que viram "uma grande nuvem de fumo negro".

A explosão da viatura destruiu a porta de um cabeleireiro situado no prédio e causou também estragos dentro do estabelecimento. Um notário situado no prédio ao lado foi também afetado.

O alerta chegou aos Bombeiros de Alverca às 8.06 horas. "Recebemos uma chamada para um despiste, mas quando chegamos ao local encontramos uma viatura a arder, com uma vítima carbonizada no interior", disse o comandante dos bombeiros, Alberto Fernandes.

"Temos relato de testemunhas que falam numa explosão", confirmou Alberto Fernandes.

O incidente aconteceu num prédio à face da Estrada Nacional (EN) 10, KM 128, perto do cruzamento da Avenida Infante D. Pedro, em Alverca, no concelho de Vila Franca de Xira.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM