O candidato do Partido Popular Europeu (que agrega o centro-direita, como o PSD e o CDS) à presidência da Comissão Europeia faz questão de exacerbar o pragmatismo discursivo: abandonar o jugo da troika é bom para Portugal, mas a crise ainda não acabou. Sobre o nosso país, diz ter um relacionamento estreito com Portugal.

jnlive

Jean-Claude Juncker "tinha vizinhos portugueses"

Jean-Claude Juncker "tinha vizinhos portugueses"

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado