Braga

Diretor da Segurança Social acusado de assédio e "bullying"

Diretor da Segurança Social acusado de assédio e "bullying"

Na próxima semana, uma delegação de trabalhadores do Centro Distrital da Segurança Social de Braga vai a Lisboa reunir-se com o ministro Vieira da Silva para solicitar, "mais uma vez, a demissão de Rui Barreira", que preside àquele organismo.

Rui Barreira, jurista, preside à direção distrital da Segurança Social desde 2011. Desde essa altura que as queixas dos funcionários não param. Dos 600 trabalhadores, mais de cem estão com baixa médica e a tutela já abriu um inquérito à atuação do dirigente. Vieira da Silva pediu a Barreira para "apresentar a demissão". Num documento com 30 páginas, os funcionários queixam-se (apresentando casos concretos) de "assédio moral", "bullying profissional", "perseguições a todos os que ousaram reclamar ou reivindicar". Mudanças de funções e de horários são alguns dos "castigos", "usados como instrumento de humilhação e vingança pessoal", refere o documento enviado ao Governo.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Conteúdo Patrocinado