Fogo

Incêndio circundou ruínas arqueológicas em Guimarães

Incêndio circundou ruínas arqueológicas em Guimarães

Quatro corporações de Bombeiros estão a combater um incêndio florestal que chegou a galgar os muros que protegem as ruínas arqueológicas da Citânia de Briteiros, no monte de São Romão, em Guimarães.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga, o fogo começou pelas 14.30 horas desta sexta-feira e está em fase de rescaldo.

O esforço conjunto das corporações dos Voluntários das Taipas, Riba de Ave, Famalicão e Sapadores de Braga, com apoio de um meio aéreo do GIPS da GNR, fez com que os vestígios arqueológicos saíssem intactos.

Estiveram no local 21 homens e oito veículos das quatro corporações, apoiados por um helicóptero.

O incêndio teve sempre uma frente mas dividida em dois flancos, sendo que o combate principal se deu junto aos muros que circundam os vestígios arqueológicos.

O segundo comandante dos Bombeiros Voluntários das Taipas, Ernesto Soares, confirmou ao JN que a citânia "não foi afetada".

Ainda no concelho de Guimarães, os Voluntários das Taipas foram chamados a combater um incêndio florestal em Leitões, junto à Autoestrada 11. Estiveram no local cerca de 20 operacionais em cinco veículos, apoiados por um meio aéreo. O alerta foi dado às 11.15 horas.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM