Guimarães

Presos denunciam pulgas, baratas e amianto na cadeia

Presos denunciam pulgas, baratas e amianto na cadeia

Os homens que estão presos no Estabelecimento Prisional de Guimarães estão a conviver, diariamente, com uma praga de baratas e pulgas que assola, respetivamente, o edifício e a zona exterior da cadeia.

A par disso, o telhado está a desfazer-se e tem amianto, uma substância cancerígena.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM