País

Cem anos de Camões com projecto de remodelação

Cem anos de Camões com projecto de remodelação

Primeiro liceu moderno da capital comemora centenário com promessa de obras.

No dia em que o Liceu Camões, em Lisboa, iniciou as comemorações dos seus 100 anos, o director, João Jaime Pires, anunciou a remodelação das suas instalações. O concurso estará concluído até Junho de 2010.

A escola, que nasceu a 8 de Novembro de 1909, pelas mão de António Ribeiro e foi projectada por Ventura Terra na Praça José Fontana, verá as suas instalações renovadas. "Espero que este seja um ponto de partida para a escola se mobilizar, tanto a partir dos seus professores, como dos seus alunos e pais", referiu o director daquele estabelecimento de referência.

Na cerimónia festejou-se, ainda, o lançamento do livro comemorativo do centenário "100 Anos, 100 Testemunhos", obra que reúne alguns dos ilustres ex e actuais alunos. João Lourenço, membro da direcção da Sociedade Portuguesa de Autores, homenageou a escola com a medalha de honra desta sociedade, no âmbito da criação de um protocolo que tem em vista o desenvolvimento de eventos culturais entre as duas entidades.

O médico João Lobo Antunes pôde recordar os seus tempos de escola, há 55 anos, quando tinha de apanhar o eléctrico desde Benfica e considerou os sete anos de liceu "decisivos" na sua vida .

Já para Júlio Isidro, o encontro de ontem marca "a diferença da escola da ditadura para a escola da democracia". Na cerimónia onde antigos alunos reencontraram colegas e professores, reviveram-se memórias de um passado mais austero e exigente ao nível da educação.

A sessão solene foi presidida pelo presidente da República que sublinhou a diferença da escola antiga para a dos dias de hoje. "Um espaço de desenvolvimento das capacidades dos jovens, um campo de convívio e de competição, mas também um centro de cultura e de formação que deixe nos jovens uma marca indelével de carácter", foi assim que Cavaco Silva caracterizou a actual Escola Secundária de Camões. Nas palavras da Ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, "o Liceu Camões de hoje distingue-se pela missão de acolher e integrar todos os jovens sem excepções".

À cerimónia seguiram-se, ainda, outras actividades, nomeadamente dos grupos de música e de dança da escola, além de momentos de literatura e poesia. A vida deste estabelecimento de ensino fica marcada por alunos e professores que se tronaram exemplos de sucesso na sociedade portuguesa.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado