Lisboa

Demitiu-se vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

Demitiu-se vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

O vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Fernando Paes Afonso, apresentou a sua demissão do cargo esta quinta-feira.

Questionada pela Lusa, a fonte não quis avançar os motivos apresentados pelo vice-provedor para a rutura, tendo afirmado que "foi tudo tratado segundo as regras da boa educação pessoal e institucional, entre o provedor, o senhor primeiro-ministro e o ministro da tutela".

"Da parte do Governo, não houve qualquer discriminação política a nenhum dos membros da administração da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa", considerou a mesma fonte, acrescentando que "não houve qualquer questão colocada pelo Governo relativamente à confiança política dos membros da mesa e a correção do Governo foi total".

A notícia da demissão de Fernando Paes Afonso foi avançada pelo jornal online "Observador", que, citando o próprio, justifica a decisão de abandonar a Santa Casa "com o entendimento que faz do cargo", negando que isso esteja relacionado com recentes polémicas que envolveram os Jogos Santa Casa, tutelados por Fernando Paes Afonso.

"Nos termos dos estatutos, os membros da mesa são nomeados pelo Governo", afirmou Fernando Paes Afonso ao Observador, considerando que "tem de haver uma relação de confiança política" e que aproveitou "a mudança de Governo" para pôr o lugar à disposição.

Paes Afonso é militante do CDS-PP.

A Misericórdia de Lisboa tem como provedor o social-democrata Pedro Santana Lopes.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado