Sintra

Câmara de Sintra lamenta morte de aluna e apela à unidade da comunidade escolar

Câmara de Sintra lamenta morte de aluna e apela à unidade da comunidade escolar

A Câmara de Sintra lamentou, esta sexta-feira, a morte de uma aluna da Escola Básica 2,3 D. Pedro IV, em Monte Abraão, e considerou necessário "apurar com celeridade as causas"

Em comunicado, o presidente da câmara, Basílio Horta (PS), informa que contactou, esta sexta-feira à tarde, a direção do estabelecimento de ensino e colocou "à disposição todos os meios da autarquia, nomeadamente no apoio à família".

O autarca "apela também à unidade de toda a comunidade local, neste momento de profunda tristeza para todos", enviando "condolências à família" e considerando "necessário apurar com celeridade as causas da morte da aluna", acrescenta a nota camarária.

A estudante da escola de Monte Abraão morreu, ao final da tarde de quinta-feira, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde deu entrada após ter sido encontrada inconsciente no estabelecimento de ensino no início da semana.

O Ministério da Educação contactou, através da Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares, a direção do estabelecimento de ensino, que informou que "a turma e a família estão a ser acompanhadas pelos órgãos da escola", incluindo a psicóloga do agrupamento.

A jovem terá sido encontrada inconsciente na segunda-feira, sendo transportada para o Hospital de Santa Maria, onde permaneceu em coma na unidade de cuidados intensivos.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado