Amarante

Foi à pesca da truta e afogou-se

Foi à pesca da truta e afogou-se

O corpo de um homem de 56 anos foi encontrado, esta terça-feira ao final do dia, a boiar no rio Carneiro, Amarante.

A vitima, António Parente, agricultor, residia em Corujeiras, Gondar, a cerca de 400 metros da Levada Nova, o local onde foi encontrado sem vida. Pelo que o JN apurou, António Parente, que gostava de pescar e de caçar nas horas livres, aproveitou o dia de abertura da pesca da truta, para ir à pesca.

Primeiro, foi com a cana até Fafe, de onde regressou por volta das 16.30 horas. Mais tarde, foi visto à porta de casa. "A mulher não queria que ele voltasse para a pesca, mas ele não lhe deu ouvidos", conta Adelino Borges, vizinho da vitima.

Já estava a ficar noite, cerca das 18.45 horas, quando um outro vizinho avistou um vulto no meio do rio. "Era o corpo do António". Naquele local, o rio terá entre "cinco a seis metros de profundidade", garantiu o vizinho ao JN.

A população ainda chamou o socorro via 112, "mas já não havia nada a fazer". Admite-se que o homem "possa ter escorregado e tenha batido com a cabeça nas rochas. Mas não se sabe. Ninguém viu", acrescenta Adelino Borges.

O corpo foi recolhido pelos Bombeiros e transportado para a morgue do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado