O Jogo ao Vivo

Felgueiras

Fugiu após acidente que matou jovem de 18 anos

Fugiu após acidente que matou jovem de 18 anos

Um aparatoso acidente na rotunda de acesso à A11, em Felgueiras, matou uma jovem de 18 anos. O condutor de um dos veículos envolvidos fugiu a pé e só foi entregar-se na GNR horas depois. Assumiu a culpa e disse que a reacção se deveu ao "pânico".

O homem, um engenheiro de 44 anos, de Gondomar, terá de comparecer em tribunal.

O acidente aconteceu anteontem, pelas 20.40 horas. Momentos antes, Ana Sofia Martins Quintela esteve num ginásio, em Felgueiras, onde esperou pela boleia do namorado, Paulo Miguel Peixoto Teixeira, 22 anos. O casal entrou num Renault Clio, conduzido por Paulo Teixeira, e iniciou a viagem para a Rua de António Manuel Cerqueira Magro, na Lixa, onde Ana Sofia morava com os pais e dois irmãos, um de 22 anos e outro de 27.

Ao circular na rotunda de acesso à A11 - e quando se preparava para entrar na estrada nacional em direcção a Caramos - o casal foi surpreendido por um Mercedes que, vindo da auto-estrada, não terá respeitado a regra da prioridade e foi embater no lado direito do Renault Clio. Ana Sofia ficou presa entre as chapas, sendo necessário proceder-se a manobras de desencarceramento.

Logo após o embate, e perante aquele cenário, o condutor do Mercedes fugiu a pé, deixando no local uma pessoa que o acompanhava, bem como a viatura. Terá sido essa pessoa a alertar as autoridades e a chamar os bombeiros.

Accionado o pedido de socorro, os Voluntários de Felgueiras deslocaram-se com 11 homens e três viaturas. Ana Sofia foi transferida ainda com vida para o Hospital Padre Américo do Vale do Sousa, em Penafiel, onde deu entrada às 21.52 horas. Apesar de várias tentativas na sala de reanimação, a jovem não resistiu à gravidade dos ferimentos. O namorado, Paulo Teixeira, foi transferido para o Hospital de Felgueiras e dali para o Hospital de Guimarães, tendo alta ontem de manhã.

Ana Sofia acabara há pouco tempo um curso de formação profissional e estagiava num gabinete de advogados, na Lixa. Devia ficar efectiva no emprego dentro de pouco tempo, revelou ao JN o pai, Orlando Quintela.

Ana Sofia namorava há dois anos com Paulo Teixeira, operário de uma fábrica de solas em Macieira da Lixa. A relação entre ambos era muito sólida, revelou fonte próxima da família do namorado. Paulo Teixeira só ontem de manhã foi informado do desfecho trágico do desastre.

Em casa dos pais de Ana Sofia, o ambiente era de revolta, sobretudo pelo facto de o condutor do Mercedes ter abandonado o local.

Só ontem manhã é que o condutor se apresentou no posto da GNR de Felgueiras e assumiu toda a responsabilidade do acidente. No testemunho que prestou na GNR, disse ter "ficado em pânico" e começou a andar, a pé, estrada fora. Horas depois, telefonou a um familiar a pedir ajuda. No local, deixou um amigo que viajava com ele e a viatura.

O funeral de Ana Sofia realiza-se hoje à tarde, da igreja paroquial da Lixa para o cemitério de Santa Quitéria, onde será sepultada em jazigo de família.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado