Matosinhos

55 famílias despejadas por rendas em atraso

55 famílias despejadas por rendas em atraso

A Câmara de Matosinhos prepara-se para, segunda-feira, iniciar um processo de despejo que vai afetar 55 famílias.

Em causa estão situações em que existem dívidas acumuladas superiores a quatro mil euros e relativamente às quais não foi possível, ao longo de vários anos, negociar qualquer processo de regularização ou o pagamento faseado.

O presidente do Município, Guilherme Pinto, afirma tratar-se de "uma questão de justiça social". "Não estamos a falar de famílias que, em virtude da crise, estejam a passar por dificuldades. São pessoas que fazem acordos com a empresa municipal, Matosinhos Habit, mas que depois não cumprem com as suas obrigações, nomeadamente com o pagamento da renda da habitação social", explicou o autarca.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM