Matosinhos

Surfistas salvos após irem para o mar aproveitar ondas em revolta

Surfistas salvos após irem para o mar aproveitar ondas em revolta

O alerta chegou à Polícia Marítima de Leixões pelas 12.30 horas: duas pessoas estavam no paredão da praia do Titã, em Matosinhos, em situação de perigo.

A violência do mar e a chuva forte impediram o resgate com bote ou mota de água. Chamou-se a equipa do Sistema de Salvamento Balnear, serviço ligado à Proteção Civil, criado pela Câmara e coordenado pela Autoridade Marítima local para ocorrer a situações de emergência seja em que altura do ano for.

Foram içados, através de manobras de rappel. Eram sufistas e calcularam mal as condições para a prática desportiva.

O alerta laranja não desmotivou dois amigos, de 38 e 40 anos, a pegar nas pranchas e a ir para a praia tentar aproveitar as ondas em revolta. Correu mal. Conseguiram chegar ao paredão (ou molhe sul) e ali permanecer, com as ondas a passarem por cima, à espera de ajuda. E ela veio.

O salvamento foi feito depois das equipas de socorro terem entrado no porto de Leixões e içá-los no cais. Diz quem viu que os homens estavam em hipotermia e com escoriações, que foram assistidos por uma equipa do INEM, recusando, porém, ir ao hospital. A Polícia Marítima identificou-os.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado