Porto

Milhares de vinhos para provar no Palácio da Bolsa no Porto

Milhares de vinhos para provar no Palácio da Bolsa no Porto

Salão do Porto tem este ano três mil referências para prova, de 350 produtores. Festa do vinho no Palácio da Bolsa vai durar até domingo.

Três mil vinhos em prova livre, de 350 produtores nacionais e estrangeiros, provas de portos raros - dos séculos XIX e inícios do século XX -, harmonização enogastronómica com o chef belga Bart de Pooter - um senhor detentor de duas estrelas Michelin - e provas comentadas de vinhos argentinos, chilenos, brasileiros e australianos. É este o cartaz da 13.ª edição do Essência do Vinho, evento que decorre até domingo no Palácio da Bolsa, no Centro Histórico do Porto, e que já tem tem entrada direta na agenda de muitos enófilos e curiosos do vinho.

O certame organizado pela Associação Comercial do Porto (ACP) e pela EV-Essência do Vinho pretende "mostrar aquilo que de melhor se faz no mundo dos vinhos" e puxar pelo vinho português, sublinhou ontem, durante a cerimónia de inauguração, Nuno Botelho, presidente da ACP e diretor da empresa portuense.

Segundo a organização, a expectativa é de ultrapassar este fim de semana a fasquia da última edição - cerca de 23 mil visitantes, dos quais 23% eram estrangeiros.

Presente no arranque oficial do evento, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, saudou a Essência do Vinho pelo sucesso de uma iniciativa que acompanha um setor importante para a economia portuguesa, por alavancar as nossas exportações. "Se houve um boa decisão [na ACP, no tempo em que Moreira presidiu à associação], foi acreditar na Essência do Vinho e em tudo o que ela representa. Se tínhamos dúvidas na altura, hoje temos a certeza de que o setor [do vinho] está de boa saúde", comentou o autarca, minutos depois de Nuno Botelho ter enaltecido o seu papel no arranque do projeto.

A eleição e divulgação do "Top 10 Vinhos Portugueses", hoje à noite, será um dos pontos altos do evento, em cujo arranque marcaram presença também os autarcas de Vila Real e Viseu, o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, o reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, o presidente da ViniPortugal e o diretor-regional de Cultura do Norte.

Hoje e amanhã, o horário é das 15 às 21 horas e, no domingo, das 15 às 19 horas. A entrada custa 25 euros, com oferta de copo de provas Riedel. v

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado