O Jogo ao Vivo

Porto

Ministro diz que projeto "Joãozinho" é problema para resolver

Ministro diz que projeto "Joãozinho" é problema para resolver

O Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, disse esta sexta-feira, em Gaia, que a nova ala pediátrica "Joãozinho", equacionada para o Hospital de S. João, é "um problema para resolver".

"Estamos a ajudar a administração do hospital perante um problema que nos antecede e que é da maior complexidade, que foi criado e em alguns aspetos não faz nenhum sentido", referiu o ministro, na sequência da notícia do Jornal de Notícias a dar conta que a possibilidade da construção da ala pediátrica vir a ser financiada pela empresa Continente recebeu parecer negativo.

"Não quero adiantar o trabalho que está a ser feito. Se há esperança? Há que resolver os problemas quando são criados", respondeu Adalberto Campos Fernandes, sem esclarecer se o financiamento para o "Joãozinho" poderá ser privado ou público. "Não temos nenhum situação fechada", afirmou.

Como se pode ler esta sexta-feira na edição impressa do Jornal de Notícias, a construção da nova ala pediátrica do S. João financiada pelo Continente Hipermercados S.A., em troca da construção de um supermercado no terreno do hospital, recebeu parecer negativo e deverá cair por terra.

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de S. João admitiu, ao Jornal de Notícias, que o documento impede a concretização do acordo e o avanço da obra. António Oliveira e Silva entende que o projeto do "Joãozinho" só tem pernas para avançar com financiamento público.

O ministro da Saúde foi recebido esta sexta-feira em Gaia, pelo autarca Eduardo Vítor Rodrigues, para a assinatura do protocolo de financiamento da segunda fase de requalificação do Centro Hospitalar de Gaia/Espinho. Trata-se de um investimento de 16 milhões de euros. Entre as melhorias, há a destacar a construção de um novo serviço de urgência.

O presidente da Câmara, Eduardo Vítor Rodrigues, assinalou que o objetivo é "melhorar o atendimento e o tempo de resposta". Também foi oficializada a candidatura ao programa Portugal 2020 para a construção das novas instalações da Unidade Saúde da Madalena, em Gaia.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado