Porto

Perdão de multas no novo sistema de parcómetros

Perdão de multas no novo sistema de parcómetros

A Câmara do Porto não vai multar os condutores que, na última semana, recusaram introduzir a matrícula do seu veículo nos parcómetros da cidade, acabando por receber um aviso de cobrança de 12 euros, o equivalente ao estacionamento durante um dia inteiro.

É que a concessionária, a EPorto, demorou uma semana a executar a orientação do presidente da Autarquia, Rui Moreira, para suspender, em todas as ruas, o processo que obrigava à identificação do veículo. Um sistema que arrancou no passado dia 1 e que a Comissão Nacional de Proteção de Dados, entretanto, considerou ser irregular.

A suspensão foi solicitada por Rui Moreira no passado dia 22 mas só ontem estava plenamente executada, devido "à complexidade técnica da operação". Nesse período, muitas pessoas acabaram confrontadas com parcómetros que ainda exigiam a introdução da matrícula. Quem se recusasse a fazê-lo acabava com um aviso para pagar 12 euros, o equivalente ao estacionamento durante um dia inteiro, como aconteceu à vereadora do PSD em substituição Andreia Júnior, que denunciou a situação.

Contactadas pelo JN, a Câmara do Porto e a EPorto garantiram que essas pessoas, que receberam o aviso de cobrança de 12 euros, não serão obrigadas a pagar. Têm apenas que reclamar junto da empresa. Mas apenas em casos de recusa de introdução de matrícula, até anteontem. "Nenhum aviso vai ser executado", assegurou fonte próxima da EPorto, confiante de que a Comissão de Proteção de Dados acabará por validar o sistema de colocação de matrículas.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado