Porto

Pescadores da Cantareira salvam casal

Pescadores da Cantareira salvam casal

Há dois anos tinha sido a vez de um trabalhador de um restaurante, que até ofereceu um leitão de recompensa, esta terça-feira o salvamento incidiu sobre um casal belga, que, por negligência (ver sequência das fotografias), foi arrastado para a água por uma onda no molhe norte da Foz, no Porto. Em ambos os casos, o herói da história é Orlando Rebelo, de 56 anos, que vive na Cantareira (Foz) e faz da pesca a sua vida, com a embarcação Novo Senhor da Pedra.

Orlando e o filho, Paulo Rebelo, começaram a faina às 15 horas. Foram à pesca da lampreia. Cerca das 16 horas foram alertados para a aflição dos belgas - rapaz e rapariga, de 22 anos -, já nas águas, depois de tombarem do molhe. Assim como fizeram há dois anos, ao jovem dos leitões, trataram logo do socorro. Orlando Rebelo conta que "a rapariga estava em pânico", ao contrário do jovem, que até subiu para o barco sem ajuda. "Foi lesto", lembra.

Um e outro "estavam conscientes". Satisfeitos, obviamente, por se terem livrado de maiores apuros, mas sem trocarem palavras com os seus salvadores, pois o inglês, idioma usado pelos belgas, não faz parte do vocabulário dos pescadores da Cantareira.

Feridas eram visíveis

"Não percebia o que diziam. Eles tentavam explicar que não falavam português", recorda Orlando, observando que estavam descalços e apresentavam ferimentos ligeiros. Mesmo assim, as feridas eram visíveis, "algumas a sangrar". A rapariga era a mais queixosa. "Sentia dores nas costas", acrescenta.

Resgatado da água, o casal foi transportado pelo barco Novo Senhor da Pedra até terra segura. Para Orlando Rebelo esta é uma história a somar a outras. "Se aparecerem mais casos, cá estaremos para socorrer", adianta, humilde, ao cabo de mais um dia de trabalho que estava para ser igual a tantos outros, mas que o descuido e a aflição dos belgas tornou diferente. A vida marítima tem destas coisas. Há cinco anos, o desfecho foi diferente: Orlando deu com um corpo na costa e a vítima já estava morta.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado