Porto

Novo livro de Rui Moreira sobre a TAP apresentado esta terça-feira

Novo livro de Rui Moreira sobre a TAP apresentado esta terça-feira

O livro "TAP - Caixa negra", escrito por Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, e pelo seu assessor, Nuno Santos, só ficou fechado na quarta-feira passada e inclui um capítulo dedicado à visita de Marcelo Rebelo de Sousa à Invicta, no passado dia 11.

A obra, que é apresentada esta terça-feira, pelas 19 horas, em Serralves, pelo comentador Lobo Xavier, tem o prefácio escrito pelo ex-ministro Valente de Oliveira e uma tiragem inicial de 2500 exemplares, quase todos reservados. "A Almedina tem capacidade para mais e rapidamente", assegurou, ontem, Nuno Santos. Na quarta-feira será a vez de ser apresentado em Lisboa, pelo jornalista Miguel Sousa Tavares.

A aposta em falar da visita de Marcelo teve a ver com o seu discurso: o presidente da República justificou a sua vinda à cidade "como sublinhado de virtudes nacionais num tempo atreito a desânimos, desilusões e desavenças".

"Rui Moreira, que sempre foi contra as privatizações dos aeroportos e da ANA, revelou, neste processo contra a TAP, que é preciso criar prejuízo para se saber o que se ganha contra o centralismo. E para conhecer se é uma luta perdida. Ou não. As conclusões estão no livro, mas também no futuro", detalhou Nuno Santos, que revelou que cada autor é separado por cores diferentes.

A ideia de escrever um livro partiu da Livraria Almedina, convite que Rui Moreira aceitou. "Quando o fez não era para março. Acabou por ser", afirma o assessor.

"A TAP passou de empresa pública a empresa privada e a empresa semipública em poucos meses. Antes, durante e depois desse processo, cujo desfecho ainda é incerto, a companhia aérea aplicou uma estratégia de abandono do aeroporto do Porto", lê-se na apresentação do livro. E anuncia-se: "Revelam-se os bastidores dessa "guerra" mediática, as viagens à Irlanda para reuniões com a Ryanair, os jantares secretos com José Sócrates, as cartas de aviso a Passos Coelho e até emails anónimos que motivaram investigações jornalísticas".

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado