Montalegre

Seis pessoas em apuros no alto do Gerês já foram socorridas

Seis pessoas em apuros no alto do Gerês já foram socorridas

As seis pessoas que estavam em dificuldades no Parque da Peneda-Gerês foram localizadas pelas autoridades e estão a receber assistência médica. Uma delas tinha caído ao rio e quatro estavam em risco de hipotermia.

O grupo foi localizado às 17.35 horas pelos bombeiros e pelo INEM num abrigo e nenhuma pessoa está em risco de vida, segundo o CDOS. Quatro pessoas estavam em risco de hipotermia por causa das condições climatéricas adversas.

Ainda segundo a mesma fonte, o grupo teve que ser transportado a pé durante cerca de uma hora, numa zona de difícil acesso, até chegar ao local onde se encontravam estacionadas as ambulâncias do INEM.

Um caminhante caiu ao rio, ao princípio da tarde, na zona dos Carris, no alto do Gerês, soube o JN, segundo as informações prestadas por próprios membros de dois grupos em passeio.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro, José Dias, revelou então a principal preocupação era chegar até ao homem que caiu à água e que não teria roupa de substituição, precisando de ser aquecido o mais rapidamente possível.

Segundo o mesmo oficial da corporação de Terras de Bouro, "a partir da Portela do Homem são pelo menos nove quilómetros - e sempre a pé - para chegar até à zona".

O alarme foi dado pelos próprios desaparecidos às 13.20 horas, tendo o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do distrito de Vila Real acionado de imediato as duas corporações de bombeiros mais próximas, de Salto (Montalegre) e de Terras de Bouro.

As antigas Minas dos Carris integram-se num dos pontos mais altos do Parque Nacional da Peneda-Gerês, ma zona fronteiriça, com acessos por ambos os países, mas é difícil a caminhada, que tem de ser sempre a pé, exigindo bastantes cuidados e bom sentido de orientação, bem como boa preparação física e anímica.

As antigas Minas dos Carris situam-se na freguesia de Cabril, em Montalegre, a uma altura de cerca de 1.500 metros, sendo habitualmente das primeiras zonas onde cai neve no inverno.

A última vez que se deu caso idêntico, foi há poucas semanas, em meados de novembro de 2015, quando um casal de Braga se perdeu e a mulher fraturou a bacia.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado