20.04.2017

Iraque

Violinista volta a Mosul para tocar nas ruínas do Túmulo de Jonas

Violinista volta a Mosul para tocar nas ruínas do Túmulo de Jonas

O violinista iraquiano Ameen Mukdad voltou à sua cidade natal, Mosul, Iraque, três anos depois de ter sido obrigado a partir por causa do autoproclamado Estado Islâmico, para dar um concerto nas ruínas do Túmulo de Jonas.

Ameen voltou a Mosul na quarta-feira depois de ter sido obrigado a partir para Bagdade, há três anos, quando o autoproclamado Estado Islâmico evadiu a sua cidade e destruiu todos os seus instrumentos musicais.

O músico, agora com 28 anos, escolheu dar o concerto nas ruínas do Túmulo de Jonas, destruído em janeiro deste ano pelo Estado Islâmico, por ser um local de união para muçulmanos e cristãos.

"Aproveito esta oportunidade para mandar uma mensagem ao mundo. Este espaço é de todos. O Daesh não representa uma religião mas sim uma ideologia que suprime a liberdade. Tudo em relação ao Daesh está errado", disse Ameen à agência noticiosa "Reuters".

Com cerca de 20 pessoas a assistir e com a "companhia" das explosões e tiros que se faziam ouvir da zona este da cidade de Mosul, o violinista tocou peças que compôs durante a ocupação do Daesh.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM

IMOBUSINESS