Mundo

1ª Guerra Mundial terminou há 90 anos

1ª Guerra Mundial terminou há 90 anos

A primeira Guerra Mundial acabou há 90 anos. O conflito, que custou a vida a 10 milhões de pessoas, entre 1914-1918, terminou a bordo de um comboio. Na floresta de Compiègne, em França, alemães e aliados assinarem o Armistício, às 11 horas dos dia 11 do mês 11 de 1918.

Para assinalar a data, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, preside à cerimónia internacional de comemoração do nonagésimo aniversário do Armistício. A cerimónia decorreu no forte Douamont, um dos cenários da sangrenta batalha de Verdun em 1916, na qual morreram 300 mil pessoas.

A acompanhar Sarkozy estão o Príncipe Carlos, herdeiro da coroa inglesa, o grão-duque Henri de Luxemburgo, o novo presidente do Bunderstag, câmara alta do parlamento alemão, Peter Müller. 

O presidente francês falará no ossário de Douamont, construído nos anos 20 para acolher os restos das 300 mil vítimas de Verdun. Em 1916, entre Fevereiro e Dezembro, durante 300 dias e 300 noites foram disparados 26 milhões de obuses pelas artilharias rivais.

Depois de falar no ossário de Douamont, Sarkozy deslocar-se-á ao cemitério alemão, próximo do local. A governadora-geral da Austrália, Quentin Bryce, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e o presidente do Parlamento europeu, Hans-Gert Poettering são alguns dos governantes igualmente presentes nas cerimónias.

Conteúdo Patrocinado