Alemanha

Alemanha desconhece paradeiro de 143 mil refugiados acolhidos no país

Alemanha desconhece paradeiro de 143 mil refugiados acolhidos no país

O Governo alemão reconheceu desconhecer o paradeiro de 143 mil refugiados, ou 13% dos migrantes que chegaram em 2015 ao país, de acordo com uma resposta do executivo ao parlamento publicada no diário Suddeutsche Zeitung.

O Ministério do Interior alemão respondeu a uma pergunta colocada pelo partido A Esquerda (Die Linke) e explicou ser esse o número de requerentes de asilo que nunca chegou ao centro de acolhimento atribuído.

Entre as possíveis razões para este número, o ministério referiu a possibilidade de que os refugiados ausentes tenham continuado viagem para outro país da UE ou que "tenham passado à ilegalidade".

Na mesma resposta ao parlamento, o Governo indicou que a Alemanha devolveu a outros Estados-membros 3600 refugiados e recebeu cerca de três mil, no âmbito do mesmo processo.

Estes números voltam a destacar as dificuldades, a nível logístico e administrativo, da Alemanha para receber todos os refugiados que chegam ao seu território. No ano passado, Berlim registou a chegada de 1,1 milhões de pessoas.

No início do mês, o gabinete federal para a migração e refugiados (BAMF, sigla em alemão) indicou ter pendentes 770 mil pedidos de asilo.

Em comunicado publicado na quinta-feira, a polícia alemã disse ter detido 20 requerentes de asilo num centro de acolhimento em Burscheid (oeste da Alemanha), "com vários documentos de requerentes de asilo sob diferentes nomes e uma pessoa com ordem de expulsão".

A polícia encontrou também provas de que estavam a receber várias prestações sociais ilegalmente.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado