Mundo

Breivik vai deixar de estar em isolamento total

Breivik vai deixar de estar em isolamento total

O autor dos ataques de 22 de Julho na Noruega, Anders Behring Breivik, vai deixar de estar em isolamento total, apesar de continuar separado dos outros detidos, divulgou a polícia norueguesa.

"Não vamos prolongar o isolamento total além de 17 de Outubro [na próxima segunda-feira]", afirmou o procurador da polícia, Christian Hatlo, em declarações à comunicação social.

O jovem norueguês está detido desde o dia dos ataques em completo isolamento, uma medida que já comparou a um "método de tortura sádico".

A aplicação do total isolamento - regime sujeito a um período de renovação de quatro semanas aprovado por um tribunal - foi justificada então pelo risco do acusado ou de outros detidos contactarem com eventuais cúmplices ou de destruírem provas.

Behring Breivik poderá sair efectivamente do regime de isolamento total na próxima terça-feira, mas será uma medida puramente técnica, uma vez que o extremista não terá qualquer hipótese de contactar com o mundo exterior. "Vai continuar a estar proibido de receber correio e visitas, e não terá acesso a meios de comunicação social", referiu o procurador.

O jovem de 32 anos vai continuar igualmente separado dos restantes detidos por motivos de segurança, acrescentou Christian Hatlo.

Behring Breivik vai permanecer em prisão preventiva num estabelecimento prisional de alta segurança perto de Oslo pelo menos até 14 de Novembro, data em que o tribunal deverá pronunciar-se sobre o prolongamento deste medida.

O extremista reconheceu ser o autor do atentado à bomba contra a sede do governo norueguês em Oslo e do tiroteio numa reunião de jovens na ilha de Utoya, a cerca de 40 quilómetros da capital. Os ataques fizeram um total de 76 mortos.

Conteúdo Patrocinado