Emirados Árabes Unidos

Casal japonês deportado do Dubai por fazer sexo na praia

Casal japonês deportado do Dubai por fazer sexo na praia

Um casal japonês foi condenado por ter tido relações sexuais fora do casamento, num carro estacionado perto da praia, em março, no Dubai. O tribunal determinou a deportação do casal.

O homem japonês, de 41 anos, disse à polícia que ele e a amiga foram para a praia após consumirem álcool em Madinat Jumeirah, num aniversário de um amigo. O homem disse que, por estarem enjoados, tiraram as roupas para vomitarem.

"Quando saímos do restaurante, estávamos enjoados. Acabámos por conduzir até à praia, tirámos a roupa e tentámos vomitar para nos sentirmos melhor... não tivemos relações sexuais", explicou o japonês, citado pelo jornal local "Gulf News".

Um polícia, que estava de folga, apresentou uma versão diferente. O homem, que tinha ido com a família à zona de Al Sufouh, terá encontrado o casal a ter relações sexuais dentro de um carro.

O homem de 41 anos e a mulher de 28 acabaram por ser acusados de terem relações sexuais fora do casamento e de consumirem álcool.

Perante o Tribunal de Pequena Instância Criminal do Dubai, o casal apresentou uma confissão de culpa e apelou ao juiz por benevolência.

O tribunal condenou-os a um mês de prisão com pena suspensa. Relativamente à acusação de consumo de álcool, o homem foi absolvido, enquanto a mulher foi condenada e multada em 181 euros. O tribunal também determinou a deportação do casal.

Os dois já recorreram da decisão e irão apresentar-se a um tribunal de recurso em setembro.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado