Mundo

Ciudadanos diz que demissão de Aguirre prova eficiência das investigações

Ciudadanos diz que demissão de Aguirre prova eficiência das investigações

O presidente do partido espanhol Ciudadanos, Albert Rivera, considerou , este domingo, que a demissão de Esperanza Aguirre do cargo de presidente do PP Madrid demonstra que as investigações sobre corrupção "começam a dar frutos".

O comentário de Rivera foi difundido esta tarde através da conta pessoal que mantém na rede social Twitter logo após Aguirre ter anunciado a demissão para "assumir responsabilidades políticas", depois da gravidade das informações que se foram conhecendo ao longo dos últimos dias e que envolvem o Partido Popular, em Madrid.

"A Comissão de Investigação promovida pelo Ciudadanos na Assembleia de Madrid começa a dar frutos: a demissão de Esperanza Aguirre", escreveu o líder do Ciudadanos na mensagem.

Esperanza Aguirre, líder do PP Madrid e dirigente histórica do Partido Popular compareceu na sexta-feira perante a Comissão de Investigação sobre Corrupção Política em que afirmou que a corrupção está a destruir todos os partidos, incluindo as novas formações políticas espanholas como Podemos e Ciudadanos.

Na sexta-feira, Aguirre assegurava também sentir-se apoiada pela direção nacional do partido, após as buscas judiciais efetuadas no dia anterior à sede do PP no âmbito da investigação sobre os pagamentos da chamada "Trama Púnica", que investiga a rede de financiamento ilegal do PP madrileno.

Hoje, em conferência de imprensa, Aguirre afirmou que "as pessoas querem gestos" e que, por isso, "tem obrigação de assumir as responsabilidades políticas", apesar de ter explicado que não tem qualquer "responsabilidade material" e que não pode ser acusada de nada.

Aguirre disse ainda aos jornalistas, na sede nacional do PP na capital espanhola, que já informou o presidente do partido, Mariano Rajoy, da decisão de abandonar o cargo que ocupava em Madrid, acrescentando que o chefe do executivo "compreendeu" a posição.

Conteúdo Patrocinado