Mundo

Detido chefe de operações financeiras de 'El Chapo'

Detido chefe de operações financeiras de 'El Chapo'

As autoridades detiveram um homem identificado como o chefe de operações financeiras do narcotraficante mexicano Joaquin "El Chapo", que dizem ter lavado cerca de quatro mil milhões de dólares, na última década, foi hoje anunciado.

"Grupos de elite da polícia federal e o exército mexicano detiveram, em Oaxaca, Juan Manuel Alvarez Inzunza, conhecido como 'El Rey Midas'", refere a polícia num comunicado hoje divulgado, citado pela agência EFE.

De acordo com os investigadores, o homem de 34 anos operava uma rede de empresas e centros de câmbio, através dos quais passaram cerca de 300 a 400 milhões de dólares por ano (perto de 260 milhões a 350 milhões de euros), em nome do cartel Guzman Sinaloa, num total de mais de quatro mil milhões de dólares (cerca de 3,5 mil milhões de euros), numa década.

Juan Manuel Alvarez Inzunza operava nos estados de Sinaloa e Jalisco, mas foi em Oaxaca, onde estava de férias, que foi detido sem "ser necessário disparar armas de fogo e sem colocar outros cidadãos em risco".

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado