Mundo

"Eu estive no inferno"

Durante uma semana, entre 5 e 7 de dezembro passado, 17 portugueses de vários pontos do país partilharam uma missão: distribuir roupa quente, apoio e sorrisos aos refugiados no campo de transição de Gevgelija, na Macedónia. Leia o testemunho de um dos voluntários.

Ana Perpétuo Simões, de 43 anos, voluntária da Go Humanitarian-Grupo de Operações Humanitárias, relata na primeira pessoa as marcas fortes deixadas pela experiência, numa missão da "Famílias como as Nossas".

Viagens, estadia e alimentação, todas as despesas foram comportadas pelos voluntários, que estão prestes a iniciar uma nova deslocação. Três deles partem já na próxima sexta-feira, desta vez para Eidomeni, na fronteira da Grécia com a Macedónia.

Ana, natural de Proença-a-Nova mas a residir em Coimbra, junta-se ao grupo em março. Pretendem arrancar entretanto com uma campanha de recolha de donativos e o objetivo é permanecerem no apoio aos refugiados até maio.

Ler o depoimento aqui

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado