Mundo

Ex-jornalista acusa Bill Clinton de toques de cariz sexual

Ex-jornalista acusa Bill Clinton de toques de cariz sexual

No dia do terceiro e último debate entre a candidata democrata às presidenciais Hillary Clinton e Donald Trump, um vídeo lançado por apoiantes de Trump promete polémica.

Uma antiga jornalista de televisão acusou Bill Clinton de toques de cariz sexual, em 1980, quando era governador do Arkansas, num testemunho em vídeo divulgado pelo sítio na Internet Breibart.com, , que apoia Donald Trump.

Leslie Millwee, que se chamava na altura Leslie Derrick e que entrevistou Bill Clinton cerca de 20 vezes, disse que o antigo Presidente norte-americano a tentou tocar três vezes, numa sala de reunião do canal de televisão onde trabalhou no Arkansas.

"Eu estava sentada numa cadeira, ele veio para trás de mim e começou a esfregar-me os ombros e a baixar as mãos para os meus seios. Fiquei chocada, paralisada. Pedi-lhe para parar e ele riu-se", afirmou Leslie Millwee.

A antiga jornalista disse também que em outras duas ocasiões Bill Clinton tentou "esfregar o pénis" contra si e que chegou a deslocar-se a sua casa para a ver.

O Breitbart.com apoia o candidato republicano Donald Trump às eleições de novembro nos Estados Unidos, depois de o empresário ter contratado o dono daquela publicação 'online' para seu diretor-geral de campanha.

Hoje realiza-se o terceiro e último debate entre a candidata democrata às presidenciais Hillary Clinton e Donald Trump.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado