Mundo

Ex-miss foi a quinta vítima mortal nos confrontos na Venezuela

Ex-miss foi a quinta vítima mortal nos confrontos na Venezuela

A antiga miss do turismo foi alvejada na cabeça, quarta-feira, durante uma marcha pacífica, em Valencia, na Venezuela. Génesis Carmona, de 22 anos, foi a quinta vítima mortal.

"Chegou um grupo de motars, partidários do Governo. Começámos a correr e Génesis separou-se da mãe. Caiu, pensámos que tinha desmaiado e o namorado pegou nela e levou-a numa mota. A caminho do hospital viu que tinha levado um tiro na cara", explicou a prima da modelo, Andenyl Barbosa, ao site do jornal espanhol "El Mundo".

A estudante, de 14 anos, contou que Génesis Carmona prepara-se para viajar para os Estados Unidos, "porque a mãe tinha pânico da violência". "Antes de partir, quis lutar pelo seu país. Não tinha medo, estava feliz", disse.

"Quanto tempo vamos viver assim? Durante quanto tempo mais teremos de tolerar esta pressão, com eles a matarem-nos", disse um outro familiar que não quis ser identificado à Reuters.

O clima de crispação agravou-se na Venezuela, terça-feira, com a entrega às autoridades do dirigente da oposição Leopoldo López, dirigente do partido Vontade Popular, acusado pelo Governo de promover atos de violência para forçar a saída do Presidente, Nicolás Maduro.

Esta quinta-feira, um tribunal venezuelano ratificou a prisão preventiva do líder da oposição Leopoldo López, determinando que ficará detido em Los Teques, a sul de Caracas.

A decisão do tribunal foi tomada numa audiência que decorreu no centro de detenção por razões de segurança.

"Este é um momento escuro, em que os delinquentes são premiados pelo Governo e os venezuelanos que querem uma mudança em paz são encarcerados (...). Hoje apresento-me perante uma justiça injusta, que não julga segundo a Constituição e as leis. Se a minha detenção serve para acordar o povo, valerá a pena", disse Leopoldo López ao entregar-se.

Segundo a imprensa venezuelana, Leopoldo López é acusado de delitos como instigação pública, danos à propriedade, autoria moral de um incêndio e associação para delitos.

Relacionadas

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado