O Jogo ao Vivo

EUA

Suspeita de transmissão do vírus zika por via sexual

Suspeita de transmissão do vírus zika por via sexual

O vírus zika, que se está a espalhar de forma rápida no continente americano, poderá afinal transmitir-se também por via sexual, com a descoberta de dois novos casos.

Numa conferência de imprensa, a diretora dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, Anne Schuchat, afirmou que foi identificado um caso de infeção com o vírus zika por transmissão sexual e outro em que o vírus foi detetado no sémen de um homem que, duas semanas antes, tinha sido infetado.

"Ou seja, isto poderá dar-nos uma plausibilidade biológica de transmissão", disse, sublinhando que o vírus é transmitido aos seres humanos principalmente através da picada de um mosquito infetado.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou hoje que a epidemia do vírus zika poderá afetar entre três a quatro milhões de pessoas no continente americano. O Brasil e a Colômbia são os países onde se registam mais casos de infetados e de suspeitos.

A OMS vai determinar na próxima semana se o surto do vírus zika constitui uma emergência sanitária de alcance internacional.

O vírus zika é transmitido aos seres humanos pela picada de mosquitos infetados e está associado a complicações neurológicas e malformações em fetos. Não se transmite de pessoa para pessoa.

Em Portugal, de acordo com informações de hoje da Direção-Geral da Saúde, foram notificados seis casos de doença, todos importados da América do Sul. Nenhum deles ocorreu em grávidas.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado