Mundo

Mais de 900 imigrantes resgatados ao largo da Líbia

Mais de 900 imigrantes resgatados ao largo da Líbia

Mais de 900 imigrantes da Ásia e de África foram resgatados ao largo da Líbia pela guarda costeira daquele país, informou hoje um porta-voz da Marinha da Líbia.

"Uma patrulha da guarda costeira de Zawia (45 quilómetros a oeste de Trípoli) intercetou hoje de madrugada cinco botes insufláveis e um barco de madeira transportando 906 imigrantes", disse o porta-voz da Marinha da Líbia, Ayoub Kacem, citado pela agência de notícias francesa AFP.

Segundo o porta-voz, os barcos foram vistos a "cerca de sete milhas náuticas ao norte de Sabratha", uma cidade a 70 quilómetros a oeste de Trípoli, que se tornou um importante ponto de partida de imigrantes que tentam atravessar o Mediterrâneo.

"Noventa e oito mulheres, sete delas grávidas, e 25 crianças" estavam a bordo, referiu Ayoub Kacem.

"Um dos botes estava prestes a afundar-se e o navio de madeira estava sem motor", acrescentou.

Os imigrantes, 44 paquistaneses, 40 do Bangladesh, 13 egípcios, três líbios, oito marroquinos e muitas pessoas de outros países africanos foram levados para o centro de retenção de Al-Nassr Zawia, disse o porta-voz da marinha.

Os migrantes intercetados ou resgatados pela guarda costeira da Líbia são geralmente levados para centros de retenção para o posterior repatriamento.

Muitos dos imigrantes são vítimas de extorsão e violência por parte de redes organizadas de contrabando de pessoas.

As costas italianas estão a menos de 300 quilómetros do litoral da Líbia.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM