Crime

Mataram jovem para "ver como se sentiam"

Mataram jovem para "ver como se sentiam"

A vítima terá sido torturada e assassinada na passada sexta-feira, em Roma, Itália, por dois jovens que queriam experimentar matar alguém para "conhecer a sensação".

Dois jovens torturaram e mataram um jovem em Roma, Itália, no fim de semana passado, para "ver como se sentiam" ao tirar a vida a alguém.

A vítima foi identificada como Luca Varani, de origem jugoslava e adotada por um casal de italianos. O corpo foi descoberto em cima da cama do apartamento de um dos assassinos. O jovem assassinado teria 23 anos, e foi encontrado sem roupa, com cortes visíveis por todo o corpo, sinais de asfixia com uma corda e ferimentos na cabeça, que terão sido feitos com um martelo.

Os alegados assassinos, Manuel Foffo e Marc Prato, foram detidos e enfrentam acusações de homicídio premeditado, com agravante de crueldade e tortura, o que pode resultar em prisão perpétua.

A polícia descobriu o cadáver no sábado à tarde, sendo que a vítima deverá ter sido assassinada durante a noite. Os acusados acabaram por confessar o crime, dizendo que saíram à noite com o objetivo de encontrar alguém para matar e "ver como se sentiam". "Queríamos matar alguém só para conhecer a sensação" foram as palavras que disseram a Francesco Scavo, que está encarregue do caso.

Segundo o jornal espanhol "El Mundo", um dos jovens conhecia a vítima. Pressupõe-se que os agressores ofereceram algum tipo de bebida que impediu Varadi de reagir e de gritar, uma vez que os restantes moradores do edifício asseguram que não ouviram nada durante toda a noite.

Um dos acusados, Manuel Foffo, filho de um importante empresário da capital italiana, alegou que se encontrava sob o efeito de drogas e álcool, e que não estava consciente de nada do que fez. "Não sabemos o que fizemos" disse o homem de 30 anos, na sua primeira declaração.

Marc Prato, o outro acusado, terá tentado o suicídio depois do sucedido, sendo mais tarde encontrado após ingerir uma grande quantidade de drogas e bebidas alcoólicas. O jovem foi hospitalizado, mas assim que recuperar será transferido para a prisão Regina Coeli.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado