Arábia Saudita

Melania e Ivanka sem véu em Riade, como Michelle fez e Trump criticou

Melania e Ivanka sem véu em Riade, como Michelle fez e Trump criticou

Donald Trump chegou a Riade acompanhado da mulher Melania e da filha Ivanka. Nenhuma usou véu na cabeça, tal como fez Michelle Obama em 2015 e Trump criticou, considerando ser um insulto aos sauditas.

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania, acompanhou o marido na primeira deslocação ao estrangeiro que, este sábado, teve início em Riade, na Arábia Saudita.

Melania apresentou-se com um fato preto de manga comprida e calças, com um cinto largo dourado à cintura. Uma indumentária conservadora que respeita as regras de vestuário que este país muçulmano impõe às mulheres. No entanto, a mulher do presidente não usou um véu a cobrir a cabeça.

Também Ivanka, filha de Donald Trump, prescindiu do véu.

Apesar de ser obrigatório as sauditas cobrirem a cabeça e algumas também taparem a cara (niqab), esta exigência não é imposta às mulheres estrangeiras.

Outras dirigentes estrangeiras, como a primeira-ministra britânica Theresa May e a chanceler alemã Angel Merkel, prescindiram de usar véu em visitas à Arábia Saudita.

A opção de Melania e Ivanka torna-se "notícia" pelo facto de, em 2015, quando Michelle Obama decidiu não tapar a cabeça numa visita ao reino saudita, Donald Trump ter criticado essa opção em mensagens divulgadas na sua conta de Twitter.

"Muita gente está a dizer que é maravilhoso que a senhora Obama recuse usar véu na Arábia Saudita, mas eles sentiram-se insultados. Já temos inimigos que cheguem", escreveu Trump em janeiro de 2015.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM