Acidente

Músico paquistanês viajava em avião que se despenhou

Músico paquistanês viajava em avião que se despenhou

Um famoso cantor paquistanês viajava, juntamente com a mulher, a bordo do avião que se despenhou, esta quarta-feira, depois de ter levantado voo em Chitral.

Junaid Jamshed, 52 anos, é, para além de músico e estilista, um conhecido pregador islâmico paquistanês, que viajava juntamente com a mulher a bordo do voo PK-661, que se despenhou, esta quarta-feira, perto de Abbottabad, no Paquistão. O artista estava em Chitral por motivos religiosos e partilhou algumas fotografias da viagem, nas redes sociais.

O artista, que se dedicou à religião, nasceu em 1964, era licenciado em Engenharia pela Universidade de Engenharia e Tecnologia de Lahore, no Paquistão, e trabalhou como engenheiro civil e como engenheiro na Força Aérea paquistanesa.

Jamshed ingressou no mundo da música, durante os anos 80 e 90, e ficou famoso a nível internacional depois de se tornar vocalista da banda de rock Vital Signs. Os temas "Dil Dil Pakistan", considerado o hino nacional não oficial do Paquistão, "Tum Mil Gaye", "Aitebar" e "Woh kaun thi" fizeram, de acordo com a imprensa paquistanesa, com que a banda alcançasse o sucesso.

O paquistanês lançou uma carreira a solo no final dos anos 90, que terminou em 2004, quando anunciou que se ia dedicar à religião. O pregador alterou a aparência e começou um trabalho de evangelização na televisão nacional. Entretanto, Jamshed criou uma marca de roupa denominada de "J.", tendo várias lojas espalhadas pelo país.

No final de 2014, o artista pediu perdão publicamente depois de ser acusado de blasfémia por ter ofendido a esposa do Profeta Moamé, num vídeo que foi publicado nas redes sociais.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado