Mundo

Novo governo líbio vai indemnizar vítimas do IRA

Novo governo líbio vai indemnizar vítimas do IRA

A Líbia vai indemnizar algumas das vítimas do IRA por ter fornecido explosivos utilizados pelo grupo terrorista em diversos atentados, segundo o jornal "The Sunday Times".

A morte de Muammar Kadafi activou um acordo com o novo governo líbio em que este se compromete a pagar 450 milhões de libras (515 milhões de euros) às vítimas da série de atentados do IRA com explosivos Semtex, que o regime líbio facultou ao grupo terrorista norte-irlandês.

O acordo, segundo o jornal "The Sunday Times", prevê que as famílias das vítimas que faleceram recebam 10 milhões de dólares (7,2 milhões de euros), enquanto que os feridos obterão três milhões de dólares (2,1 milhões de euros).

Um total de 156 afectados poderá receber algum tipo de compensação depois de o governo britânico ter chegado a um acordo com o conselho nacional de transição líbio, segundo o advogado das vítimas.

Entre os atentados levados a cabo com os explosivos de plástico fornecidos pelo regime de Kadafi ao IRA figuram os armazéns Harrods de Londres no Natal de 1983, em que morreram seis pessoas, e na pequena localidade norte-irlandesa de Enniskillen, onde, em 1987, faleceram 11 pessoas e 63 ficaram feridas.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado