O Jogo ao Vivo

Mundo

Polícia macedónia usa gás lacrimogéneo para afastar refugiados

Polícia macedónia usa gás lacrimogéneo para afastar refugiados

A polícia macedónia disparou esta segunda-feira gás lacrimogéneo contra um grupo de cerca de 300 sírios e iraquianos que tentavam forçar a barreira entre a Grécia e a Macedónia no posto fronteiriço de Idomeni.

Após terem forçado um cordão policial grego, os migrantes atravessaram a via-férrea e danificaram uma parte da barreira de arame farpado que marca a fronteira com a Macedónia.

Alguns migrantes atiraram pedras contra a barreira e polícias macedónios ripostaram disparando gás lacrimogéneo, segundo um jornalista da agência France Presse.

Os migrantes recuaram e numerosas crianças com problemas respiratórios devido ao gás lacrimogéneo tiveram de ser tratadas.

Segundo a organização não-governamental Médicos do Mundo (MdM), no local, "pelo menos 30 pessoas pediram tratamento, entre as quais numerosas crianças".

A situação é tensa no posto fronteiriço grego de Idomeni, onde mais de 7.000 migrantes estavam esta segunda-feira bloqueados após as restrições impostas pela Macedónia e países dos Balcãs e da União Europeia quanto ao número de pessoas autorizadas a entrarem nos seus territórios.

Dos 7.000 migrantes, "40 por cento são mulheres e crianças", indicou à AFP Viki Markolefa, dos MdM, sublinhando que o número de pessoas é quatro vezes maior que a capacidade dos dois campos instalados em Idomeni.

Conteúdo Patrocinado