O Jogo ao Vivo

EUA

Polícia que divulgou vídeo de tiroteio na Flórida foi suspenso

Polícia que divulgou vídeo de tiroteio na Flórida foi suspenso

Um polícia que divulgou um vídeo do tiroteio ocorrido a 6 de janeiro no Aeroporto Internacional de Fort Lauderdale, no sudeste da Flórida, foi suspenso de funções e ficará sem ordenado.

Segundo um comunicado do gabinete do xerife de Fort Lauderdale, descobriu-se ter sido o agente em causa quem divulgou um vídeo gravado pelas câmaras de segurança da zona do terminal 2 onde ocorreu o ataque, que causou cinco mortos.

"Tenho um agente suspenso sem pagamento ligado a esta investigação interna" que continua aberta, indicou o xerife Scott Israel no comunicado.

O vídeo de cerca de 20 segundos, divulgado no domingo no site TMZ, mostra o atacante, o ex-militar Esteban Santiago, de 26 anos e com possíveis distúrbios psicológicos graves, a caminhar sem despertar suspeitas na zona e a disparar sobre as suas vítimas antes de fugir.

Antigo soldado da Guarda Nacional norte-americana, Santiago esteve destacado dez meses no Iraque e confessou à polícia ter planeado o ataque no aeroporto, onde utilizou a sua pistola semiautomática de nove milímetros. As suas motivações ainda não foram determinadas.

Na segunda-feira, na sua primeira comparência perante a justiça, Esteban Santiago foi informado de que é alvo de três acusações que podem resultar numa pena de morte, por ter matado cinco pessoas e ter ferido oito outras.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado