Mundo

Protestos em Moscovo contra desvalorização do rublo

Protestos em Moscovo contra desvalorização do rublo

Várias pessoas foram, esta terça-feira, detidas durante um protesto frente ao banco central da Federação Russa, devido ao encarecimento das hipotecas em divisas, depois da dramática desvalorização do rublo.

Os manifestantes exigiram ao banco central uma reestruturação das hipotecas e créditos, uma vez que, depois da desvalorização do rublo em mais de 50% face ao dólar dos EUA e ao euro, já não conseguem fazer os pagamentos.

"Banqueiros, banqueiros, temos buracos nos bolsos", gritavam os manifestantes, alguns dos quais detidos pela polícia, que por não terem pedido autorização para a manifestação.

Entre outras pretensões, exigiram que os seus créditos fossem reestruturados segundo a cotação oficial de 01 de outubro de 2014, quando o rublo cotava a menos de 40 por um dólar e de 50 por um euro.

Na semana passada, vários grupos de pessoas, que protestavam contra o encarecimento das hipotecas, procuraram entrar à força em vários bancos na capital russa e confrontaram-se com os guardas de segurança.

A economia russa contraiu-se 3,7% em 2015 e tornará a cair em 2016, segundo as previsões do governo, Fundo Monetário Internacional da agência de notação Fitch, em grande medida devido à queda dos preços do petróleo.

Conteúdo Patrocinado