armas químicas

"Substância" química foi utilizada no ataque de 21 de agosto na Síria

"Substância" química foi utilizada no ataque de 21 de agosto na Síria

O enviado especial da Liga Árabe e das Nações Unidas para a Síria, Lakhdar Brahimi, disse, esta quarta-feira, que foi usada uma "substância" química no ataque de 21 de agosto, que provocou centenas de mortos nos arredores de Damasco.

"Tudo indica que uma qualquer substância química foi usada e matou muita gente. Centenas. Seguramente mais de 100, algumas pessoas dizem 300, algumas pessoas falam de 600, talvez 1000, talvez mais de 1000", disse Lakhdar Brahimi em conferência de imprensa, em Genebra.

O enviado especial da Liga Árabe e da ONU disse ainda que qualquer ação militar internacional na Síria só pode ser levada a cabo depois de ser aprovada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

"Eu penso que a legislação internacional é clara. A lei internacional diz que ações militares são tomadas após decisão do Conselho de Segurança", afirmou.

Os inspetores das Nações Unidas dirigiram-se, esta quarta-feira, para o local onde se registou o suposto ataque químico nos arredores de Damasco depois de a missão ter sido suspensa na terça-feira, por motivos de segurança.

Os inspetores foram vistos a saírem do hotel em Damasco a dirigirem-se para o local, constatou um fotógrafo da France Press no local, que relatou a passagem de uma coluna composta por seis veículos das Nações Unidas.

Relacionadas

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado