Mundo

Tempestade de neve nos EUA já causou 18 mortos

Tempestade de neve nos EUA já causou 18 mortos

Uma tempestade com ventos fortes e queda recorde de neve paralisou dez estados da costa leste dos EUA e já causou pelo menos 18 mortos, dezenas de feridos, e deixou centenas de pessoas imobilizadas nas estradas durante horas.

A tempestade surpreendeu a cidade de Nova Iorque, que cortou o trânsito até ao início de domingo.

A cidade mais habitada do país suspendeu o metro exterior, a ilha de Manhattan fechou os túneis e pontes que a ligam, e ficou sem um dos seus ícones: todos os espetáculos foram cancelados na Broadway, a grande avenida dos teatros.

A capital norte-americana, Washington DC, está desde o meio-dia de sexta-feira em alerta máximo e no sábado sofreu a pior fase da tempestade, com fortes ventos, quase visibilidade nula, grandes acumulações de neve e temperaturas gélidas, com descidas para menos 20.ºC.

O metro de Washington, que serve os vizinhos estados da Virgínia e do Maryland, vai estar encerrado pelo menos até segunda-feira e a presidente da Câmara, Muriel Bowser, pediu hoje aos habitantes que fiquem em casa e deixem trabalhar os limpa-neves.

A capital, com 43 centímetros de neve registados no aeroporto Ronald Reagan e 71 no de Dulles, vive o seu pior nevão em 94 anos, desde o recorde de 71 centímetros alcançado em 1922.

A tempestade afetou gravemente o tráfego aéreo, com mais de 12 mil voos cancelados e a previsão de que os mesmos não voltem a ser reprogramados até segunda-feira em vários aeroportos principais.

Conteúdo Patrocinado