Twitter

Trump em 2013: "Ao nosso líder idiota, não ataque a Síria"

Trump em 2013: "Ao nosso líder idiota, não ataque a Síria"

Os Estados Unidos lançaram na quinta-feira um ataque com "59 mísseis" contra a base aérea de Shayrat, ordenado pelo presidente norte-americano, o mesmo Donald Trump que em 2013 aconselhava Obama a não ser idiota e a evitar atacar a Síria.

Num breve discurso transmitido pela televisão, Donald Trump sublinhou que "anos de tentativas de tentar mudar Assad fracassaram e fracassaram dramaticamente", justificando o ataque a uma base aérea síria, esta madrugada de sexta-feira.

Em 2013, Donald Trump "tweetou" vigorosamente contra a possibilidade de bombardear a Síria, alertando o presdiente então em exercício, Barack Obama, para os perigos de um ataque ao regime de Bashar al-Assad.

"Devemos manter-nos afastados da Síria, os "rebeldes" são tão maus como o regime atual. O QUE VAMOS CONSEGUIR PARA AS NOSSAS VIDAS E $ MILHÕES? ZERO", lê-se no primeiro tweet, publicado a 16 de junho de 2013.

"O presidente tem de obter aprovação do Congresso antes de atacar a Síria - será um grande erro se não o fizer", escreveu Donald Trump, em 31 de agosto de 2013.

"Que vamos conseguir ao bombardear a Síria além de mais dívida e possivelmente um conflito a longo termo? Obama precisa de aprovação do Congresso!, escreveu, a 29 de agosto de 2013.

"O que estou a dizer é mantenham-se longe da Síria", escreveu Trump, em Setembro de 2013.

"OUTRA VEZ, PARA O NOSSO LÍDER IDIOTA, NÃO ATAQUE A SÍRIA - SE O FIZER MUITAS COISAS MÁS VÃO ACONTECER & DESSA GUERRA OS EUA NÃO VÃO GANHAR NADA", tweetou, a 3 de setembro de 2013.

"Não ataque a Síria - um ataque só vai trazer problemas para os EUA. Concentre-se em fazer este país grande outra vez!", lê-se num tweet de Trump, a 9 de setembro de 2013.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM