Mundo

Epidemia de cólera em Angola provocou mais 19 mortes

Epidemia de cólera em Angola provocou mais 19 mortes

A epidemia de cólera em Angola, iniciada há cerca de um ano, provocou 19 mortes na última semana, indica um boletim do Ministério da Saúde.

No boletim, emitido pela Direção Nacional de Saúde Pública, refere-se que na semana de 11 a 17 deste mês foram registadas 19 mortes por cólera, uma subida de mais dez em relação à semana anterior, em 391 casos registados da epidemia, que afeta Angola desde dezembro de 2012.

A taxa de letalidade é de 4,8%.

As mortes foram registadas na província do Cunene, nos municípios do Curoca (159 casos e nove óbitos), da Cahama (133 casos e sete óbitos) e de Ombandja (99 casos e três óbitos).

O Cunene, a província mais afetada do país pela epidemia de cólera, vive uma situação de seca há quase dois anos, a mais severa nos últimos 20 anos, o que tem contribuído sobremaneira para o aumento dos casos da doença.

Depois do Cunene, a província da Huíla, que esta semana registou 54 casos e nenhum óbito, é a mais preocupante, onde a situação tende a agravar-se com a chegada das chuvas.

O documento, a que a Lusa teve acesso, refere que comparativamente à semana anterior registou-se uma diminuição do número de casos, ou seja, menos dois, enquanto comparado com 2012 houve o aumento significativo de mais 286 casos.

A epidemia de cólera, registada desde dezembro de 2012, apresenta agora um total de 4.573 casos e 152 mortes.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado