Nacional

Chávez lamenta renúncia do "bom amigo" Sócrates

Chávez lamenta renúncia do "bom amigo" Sócrates

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, lamentou domingo que o seu "bom amigo" José Sócrates se tenha demitido do cargo de primeiro-ministro de Portugal, frisando que este fez um "imenso esforço" pelo seu país.

"Lamento muito que tenha renunciado ao governo, de verdade, não tenho podido falar com ele, quero falar com ele, esse bom amigo, José Sócrates", disse.

O presidente da Venezuela falou durante a edição nº 373 do programa radiofónico e televisivo Alô Presidente, transmitido desde o Salão do Conselho de Ministros, do palácio presidencial de Miraflores.

"Sei do imenso esforço de José (Sócrates) para levar Portugal em frente", frisou Hugo Chavez, vincando que em Portugal há "uma oposição de direita dura" que chumbou um pacote de medidas económicas.

O presidente da Venezuela explicou que fez o possível "para ajudar" o governo de Sócrates e que o primeiro-ministro português lhe disse que iria procurar equilibrar as contas do seu país sem cair na "dependência do Fundo Monetário" Internacional.

"Não sabemos o que se vai passar em Portugal agora", exclamou Hugo Chávez.

Relacionadas

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM