Tragédia

Família inglesa foi salva por habitante de Pedrógão Grande

Família inglesa foi salva por habitante de Pedrógão Grande

Gareth Roberts, um inglês que vive em Portugal há quatro anos, foi um dos sobreviventes do incêndio que provocou mais de 60 mortos em Pedrógão Grande.

Roberts contou à BBC que estava a regressar de umas férias em Cadiz, Espanha, com a família quando ficou cercado pelo fogo na aldeia de Mó Grande, Pedrógão Grande, perto da saída para o IC8.

"Seguimos pela montanha depois de um agente nos ter indicado para sair do IC8. Pelo caminho vimos as chamas a galgar os vales. Os ramos das árvores caiam no carro mas não podíamos parar, dava para sentir o calor", contou Gareth à BBC.

Entretanto, Gareth e a familia chegaram à aldeia de Mó Grande, já rodeada pelo fogo. "Nós e os populares chorávamos tomados pelo calor e com a velocidade das chamas. Estava tudo escuro", contou o inglês.

Foi precisamente no meio desta aflição que um habitante da aldeia chamou a família de Gareth, e todos os que se encontravam junto dele, para se refugiarem na cave de sua casa. As chamas passaram e o refúgio acabou por lhes salvar a vida.

"Se aquelas pessoas não tivessem sido tão generosas não estávamos aqui. Podíamos ter morrido. Devíamos ter morrido. Um ato de generosidade acabou por nos salvar a vida", concluiu Gareth.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado